Quem sou eu e o que este blog.

Minha foto

Sou viciado em computação, Internet e Fotografia. Morei por quase 6 anos, e ainda frequento, Paraty. Sou usuário de softwares Open Source, tendo dado algumas contribuições em diversas ocasiões.

sábado, 6 de novembro de 2010

Fotografia Open Source

Quando se ouve falar em software para fotógrafos, se ouve muito falar em Photoshop e Lightroom. Mas só existem estes? Só existem softwares pagos e fechados?

Na realidade existem muito mais do que isto. Existem muitos outros softwares fechados, e ainda existem muitos Open Source. É até curioso, pois se pesquisar melhor se descobre que muita coisa de HDR nasceu Open Source.

Para quem não sabe o que é Open Source, sugiro a leitura do artigo Licenas de software, introdução.

O termo Fotografia Open Source é relativo aos softwares Open Source para trabalhar com fotografia. Mas quais são eles?

Edição

Talvez o quase único software Open Source amplamente difundido entre fotógrafos seja o GIMP. Muitos ouviram falar, mas poucos o usaram realmente. Mas existem muitos outros, inclusive de edição.

GIMP

O GNU Image Manipulation Program é um software multi-plataforma (Windows e vários Unix-Like, inclusive o Mac OS X) para edição de imagens.
Ele é muito conhecido e popular no meio da comunidade Open Source. Existem muitas informações e tutoriais de como usá-lo.

Uma queixa antiga que tinham era que ele só trabalhava com imagens de 8 bits por cor, mas estão tentando resolver isto atualmente, com o lançamento da versão 2.6. Pelo que eu pude testar, o trabalho não está pronto ainda, pois todos os formatos de 16 bits que testei foram aceitos, mas ele já aceita TIFF de 16 bits.

Na Release Notes da versão 2.6 fala "the internal processing is being done in 32bit floating point linear light RGBA", mas não consegui carregar um TIFF com estas características gerado pelo Luminance HDR.

Fora esta limitação, que já estão trabalhando nela, ele é muito poderoso e tem um desenvolvimento muito ativo.

Site: http://www.gimp.org/
Licença: GPL

CinePaint

Em tempos antigos uma versão do GIMP já aceitou mais de 8 bits por cor. Ele era chamado de Film GIMP. Esta versão era financiada por estúdios de cinema, pois eles precisavam de ferramentas poderosas para edição de imagens. Em uma decisão, em minha opinião muito equivocada, eles abandonaram o financiamento dos estúdios e a versão com mais bits por cor. Então cada estúdio de cinema continuou o trabalho por conta própria, e não mais financiando o projeto GIMP. A comunidade perdeu, não só a versão de mais profundidade de cor, como este financiamento poderia ajudar também no desenvolvimento da versão 8 bits por cor. Os estúdios também perderam, pois ficaram duplicando esforços.

O CinePaint foi um resgate do Film GIMP. Alguns estúdios colaboraram devolvendo código feito por eles, mas não foi sempre, e mesmo assim continuaram o seu trabalho por conta própria. Acho que deve ter tido uma quebra de confiança. Mesmo assim ele foi usado em grandes projetos cinematográficos.

Não pude confirmar alguns dados da história, pois neste momento (02/11/2010) o site deles está em processo de migração para o WordPress, mas acredito que em breve esteja tudo resolvido.

Ele é capaz de abrir imagens que o GIMP ainda não faz, como imagens HDR (não só os resultados do tone mapping, mas sim, imagens realmente  HDR), como o OpenEXR, TIFF de 32 bits, mas parece ter menos recursos que o GIMP atual.

Site: http://www.cinepaint.org
Licença: GPL (a ser confirmado no site depois)

Krita

Ele é um editor de imagens criado para o ambiente gráfico KDE.

Ele funciona com imagens de 8 bits por cor até 32 por cor em ponto flutuante. Neste ponto deve ser competidor do CinePaint, e está muito adiante do GIMP. Faz parte do pacote Koffice, um conjunto de ferramentas de escritório do KDE.

Ainda não pude experimentá-lo, mas perece ser muito interessante.
 
Site: http://krita.org/
Licença: Não consegui verificar. Posto nos comentários ou numa atualização.

Netpbm

Netpbm não é um programa. Ele é uma coleção de pequenos programas para manipulação de imagens, como cortar, colocar marca d'água, fazer estatísticas, rotacionar, redução de tamanho, etc. Ele trabalha somente com um conjunto de formatos próprios, mas existem conversores de dezenas de formatos para estes formatos próprios, e vice-versa, portanto também se pode usar ele para conversão de formatos. É ótimo para fazer scripts para trabalhar com grande quantidade de imagens.

O meu script para reduzir o tamanho e colocar logotipo em imagens foi feito com ele, e eu já fiz esta operação em milhares de imagens em um lote só.

A lista de plataformas que ele é capaz de rodar é maior do que a listada, pois eu o uso no FreeBSD, que não consta na lista de plataformas.

Ele é uma contribuição de muitos programadores, alguns criando e mantendo algum(ns) dos programa(s), e outros só mantendo. O projeto começou em 1988, e tem crescido desde então.

Site: http://netpbm.sourceforge.net/
Licença: Pode variar de programa para programa, mas não verifiquei.

GIMPshop

É um gimp com uma plástica para ficar mais parecido com o Photoshop, para ser usado por que está acostumado com Photoshop. Nunca usei.

Site: http://plasticbugs.com/?page_id=294 (O site que não estava funcionando no momento que escrevi este texto, e o gimpshop.org foi apoderado por algum marqueteiro de ética duvidosa, que faz sites para propaganda com nomes dos outros.)
Licença: Desconheço, mas deve ser GPL ou compatível.

Manipulação de RAW

Dcraw

Quase todas as ferramentas Open Source de manipulação de RAW são baseadas no dcraw. Ele é por linha de comando, o que o torna fácil de ser chamado por outros programas. O Luminance HDR, o Krita são alguns dos programas que o chamam para manipular os arquivos RAW.

Site: http://www.dcraw.org/
Licença:  Não achei, mas parece que a intenção é ser Open Source.

UFRaw

É uma espécie de trabalho derivado do dcraw. Ele é um programa com interface gráfica para editar arquivos RAW, salvando depois em TIFF de 8 ou 16 bits por cor ou em JPEG. Permite edição de curvas, salvar as curvas criadas, equilíbrio de branco, fazer P&B etc. Pequeno, rápido e poderoso. Gera alguns dados que podem ser usados em um script com o dcraw.

A foto do artigo sobre o Terceiro Festival Internacional de Cinema de Paraty foi editada com ele.

Site: http://ufraw.sourceforge.net/
Licença: GPL

Edição da Panorâmicas

Hugin

Ele é absolutamente incrível. Muito poderoso, e fácil fazer panorâmicas com ele. E não se limita somente às imagens horizontais. Pode fazer uma matriz de imagens, tipo 3 imagens horizontais por 4 verticais (total de 12 imagens), que ele compõe. Basta ter sobreposições. O automático dele dificilmente erra e dá bons palpites na projeção adequada.

Quando tem que usar marcação manual, depois de você dar o par inicial (um ponto em cada uma das duas imagens que quer unir, pois nesta etapa a marcação é feita dois a dois, mesmo que na hora da união sejam feitas dezenas de imagens de uma vez só), ele dá palpites muito bons para o segundo ponto do par.

Eu usei uma versão desatualizada dele, mas a experiência já é impressionante.

Ele é multi-plataforma, tendo versão até para windows.

Site: http://hugin.sourceforge.net/
Licença: GPL

HDR

Pfstools

Pacote de programas, alguns tendo interface gráfica, para trabalhar com imagens HDR. Muitos destes programas podem trabalhar de uma forma parecida com o Netpbm, por linha de comando, para serem usados em scripts.

Um dos autores é Rafal Mantiuk, um pesquisador da área de HDR, criador de, pelo menos, dois métodos de tone mapping, entre outros trabalhos na área.

Site: http://pfstools.sourceforge.net/
Licença: Segundo os fontes GPL e LGPL, mas não sei se verifiquei todos os arquivos.

Qtpfsgui

É uma integração, em uma interface para usuário, das ferramentas do pfstools. Na versão 2.0.0 passou a chamar de Luminace HDR.

Luminance HDR

É a versão 2.0, em diante do Qtpfsgui. É uma interface gráfica amigável integrando os recursos do pfstools, e talvez mais algumas coisas. Tem assistente para a escolha das imagens, e configuração das exposições delas, um visualizador de imagens HDR, uma interface de tone mapping que permite a escolha de parâmetros e métodos de tone mapping etc.

Ele aceita a escolha de imagens RAW para fazer o tone mapping, mas ele chama o DCRAW para transformá-la para tiff antes de trabalhar co elas.

É multi-plataforma, tendo versão até para MS Windows.

Sou grande fã dele. No momento estou portando a versão 2.0.1 para o FreeBSD. Já tenho uma versão funcionando no meu computador de casa.

Site: http://qtpfsgui.sourceforge.net/
Licença: GPL

Visualização de imagens

Esta é a sessão que devo cometer muitas omissões, pois existem muitos visualizadores de imagens. Alguns só veem, outros permitem alguma edição.
Todo ambiente gráfico costuma ter um, ou mais, ferramentas de visualização de imagens e vídeos. Vou falar de uns poucos.

XV

É o meu favorito. Ele permite ver imagens de muitos tipos e formatos, e ainda gravar em muitos formatos diferentes. Ele é bem antigo, eu o conheci a quase 20 anos atrás no DeskView X, que era uma versão com X Windows do DesckView, que era um ambiente multitarefa para MS-DOS.

Ele permite que se faça algumas edições básicas, é simples e rápido, mas ele não é Open Source. O desenvolvimento dele está parado, a muito tempo, e existem patchs que acrescentam recursos novos. Talvez se fosse Open Source alguém tivesse feito um derivado dele aplicando os patchs, e continuado o desenvolvimento.

Site oficial: http://www.trilon.com/xv/
Site alternativo: http://www.gregroelofs.com/greg_xv.html
Licença: Shareware, gratuito para uso pessoal.

Firefox?

Sim, por que não? É meio limitado, mas por vezes o uso para ver JPEGs. Ele permite ver em 100%. Eu estou com ele sempre aberto, então é só abrir uma nova aba, ou janela, e pedir para carregar a imagem.

Site: http://www.mozilla.com/firefox
Licença: Boa porte do código com uma mistura das seguintes liceças Mozilla Public License (MPL), the GNU General Public License (GPL) and the GNU Lesser General Public License (LGPL), e mais algumas dependendo do caso.

Pfsview

Este visualizador é especializado em HDR. Ele abre alguns poucos formatos de HDR. Ele faz parte do pacote pfstools.

Já usei-o mais de uma vez para um tone mapping rápido e simples, apesar de oficialmente ser só de visualização. Foi com ele que fiz o tone mapping da imagem HDR no artigo Desafio Solar 2010 - Paraty.

Site: http://www.mpi-inf.mpg.de/resources/pfstools/
Licença: Creio eu que GPL

Gwenview

Conheci este programa recentemente depois que instalei o KDE 4.5 no meu computador. Faz parte do pacote de aplicações do KDE4, portanto está limitado às plataformas suportadas pelo KDE4. Permite algumas operações básicas. Usei muito pouco para dar alguma opinião séria.

Permite abrir imagens HDR, como OpenEXR.

Site: http://www.kde.org/applications/graphics/gwenview/

Gerência de fotos

KPhotoAlbum

Eu o uso muito deste a Fevereiro de 2009. No momento tenho mais de 60 mil fotos catalogadas com ele. Permite uma catalogação rápida, e prática, usando marcadores, e podendo fazer busca com estes marcadores e fazendo operações lógicas. Também trabalha, exibe e faz buscas por informações EXIF das fotos.

Faz parte do KDE, e está integrado com ele. Se você fizer um script e integrar com o KDE, poderá usá-lo dentro do KPhotoAlbum. Fiz isto com o meu script de mudança de tamanho e colocação de logotipo. Marco as fotos e mando aplicar o meu script nelas. Pode catalogar e visualizar fotos RAW.

Também pode catalogar vídeos.

Na realidade ele não cria álbuns separados, mas a qualquer momento pode fazer a seleção do que você quer.

Quando eu procurava um programa para catalogar as minhas fotos, dei uma pesquisada nele e em outros. Quando vi os vídeos explicativos dele, ensinando a usar, gamei. Era muito parecido com o que eu queria.

Site: http://www.kphotoalbum.org
Site: http://www.kde.org/applications/graphics/kphotoalbum/
Licença: GPL

Digikam

Parece ser bem interessante. Funciona pela ideia de álbuns, mas também tem marcadores. Parece integrar um editor de imagens, catalogação e mais um grupo de funções.

Site: http://www.digikam.org
Site: http://www.kde.org/applications/graphics/digikam/

Outros

ExifTool by Phil Harvey

Programa de linha de comando para exibir, trocar eta informações EXIF de fotografias e vídeos. Trabalha com uma quantidade de formatos muito grande, inclusive arquivos que não relacionados à fotografia, como os arquivos ZIP, extraindo informações deles.

Site: http://www.sno.phy.queensu.ca/~phil/exiftool/

Fcalc

É uma calculadora especializada em fotografia. Faz diversos cálculos, como profundidade de campo. ângulo de visão, diferenças de abertura etc. Pode ser uma boa ferramenta para iniciantes exercitarem teoricamente algumas coisas.

Acho que falta alguns formatos de filme e sensor "mais diferentes", como os fatores de corte 1.7 das câmeras Sigma, o 1.5 do DX da Nikon, o 1.6 do APS-C e o 1.3 do APS-H da Canon. Talvez eu sinta isto por que a versão que instalei no meu computador é de 1999. As versões mais novas mencionadas no site não devem ter estas deficiências.

Site: http://tangentsoft.net/fcalc/
Site (O anterior redireciona para aqui): http://fcalc.net/
Licença: GPL, mas parece que as futuras versões serão Shareware.

Plataformas

Muitos destes programas são feitos visando serem multi-plataforma, isto é, funcionarem em diversos sistemas operacionais diferentes, como MS Windows, Mac OS X, FreeBSD, GNU/Linux, Sun Solaris etc. Isto é muito comum no mundo Open Source. Outros só para os Unix_Like, o que exclui o MS Windows. Outros para sistemas que rodam X-Windows, o que exclui o MS Windows, mas acho que o Mac OS X tem alguma compatibilidade para rodar o X-Windows (nunca testei). Alguns podem rodar só no KDE, o que exclui o MS Windows e o Mac OS X, e sistemas que não estejam com o KDE instalado. Mas o comum é rodar em muitas plataformas. Se quiser instalar um destes programas, procure o site deles e verifique se a sua plataforma é suportada.

Para MS Windows e Mac OS X costumam existir pacotes pré compilados para baixar e instalar. No FreeBSD basta dar uma olhada no Ports Tree. No GNU/Linux Debian procure com o apt-get (para mais detalhes , verifique no site do Debian). Nem todas as plataformas são suportadas por todos os softwares, o que pode ser por decisão de projeto, falta de recursos no projeto, falta de voluntário ou interessado em alguma plataforma etc, mas como dito acima, o comum é funcionarem em várias plataformas diferentes.

Suporte à línguas

Também é comum suporte à várias línguas, mas nem todos os softwares tem em português. O inglês é suportado por todos, ou quase todos.

Os sites costumam ser em inglês, mas isto não impede de terem sites em outras línguas. O dcraw, por exemplo, trem site em esperanto, em português e em outra língua que não reconheci.

Omissões

Certamente omiti alguns softwares por esquecimento, por desconhecimento etc. Se lembrarem de algum, me avisem, coloquem um comentário com informações e site, para que eu dê uma olhada. Foi numa destas que descobri o Hugin.

O mundo Open Source é muito grande, com muitas opções, não dá para conhecer todas elas, ou falar de todas elas.

Leia mais

Existem muitas outras fontes de informações sobre o assunto. Abaixo estão algumas delas:

Open Source Photography

Este é um site que concentra informações sobre diversos softwares Open Source para fotografia.

http://osp.wikidot.com/

Open Source Photography

Sim, mesmo nome, mesmo tema, mas parece ser outro grupo.

http://www.osphoto.org/

E eles tem um grupo no Flicker.com:

http://www.flickr.com/groups/83823859@N00/

O site parece estar inativo pois a foto da semana data de 2007.

Fotografia Digital e Unix

É uma comunidade que criei no Orkut para discutir sobre softwares para fotografia no Unix. Mas na realidade, muitos destes softwares são Open Source e multiplataforma, existindo versões até para MS Windows.

http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=87714078

Também anda meio parado, mas tem algumas dicas lá. Acho que não atingiu massa crítica de membros.

3 comentários:

  1. Excelente post! Sou usuário de Linux (Ubuntu e Arch) há 3 anos e comecei a fotografar há apenas 1 mês. Esse post certamente me ajudará nesse começo.

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  2. Que achado interessante!
    Parabéns pelo apanhado geral dos programas e descrição. Ajudou muito!

    ResponderExcluir